Faça um cadastro gratuito e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do site:
E-mail  
Senha
Homepage

Cadastro

O Professor

Cursos e Agenda

Palestras

Notícias

Comentários do Professor

Material do Professor

Artigos

Vídeos

OAB

Concursos Públicos

Bibliografia Indicada

Legislação

Motivação

DJ Leone Pereira

Galeria de Fotos

Sites Indicados

"Quando estamos cheios de bom pensamentos, parece-nos que o mundo está repleto de oportunidades. "
(Walter Grando)


Siga o Professor
Leone Pereira

Notícias

Honorários, Custas e Justiça Gratuita são temas da edição nº 84 da Revista Eletrônica

http://www.trt9.jus.br/


Dentre as modificações que a Reforma Trabalhista (Lei 13.467 de 2017) trouxe para a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), uma questão em particular tem gerado grande número de dúvidas nos jurisdicionados, advogados, acadêmicos e mesmo em magistrados: qual o alcance assume a gratuidade da Justiça após a inclusão do Artigo 791-A. Este é o debate que a Revista Eletrônica do TRT-PR traz em seu número 84, intitulado "Honorários, Custas e Justiça Gratuita".

Como já é tradição, a Revista constrói um diálogo entre a academia, a jurisprudência e o contexto social em que vivemos. Artigos científicos, acórdãos do TRT do Paraná, e as notícias atuais sobre o tema são acompanhadas pelo registro especial de decisões do Supremo Tribunal Federal e de enunciados da União dos Fóruns Trabalhistas de Processo.

Os autores dos seis artigos possuem relevância acadêmica e como operadores do Direito do Trabalho. Nomes como a desembargadora e professora Marlene T. Fuverki Suguimatsu, que aborda o caso dos trabalhadores hipersuficientes; ou como as magistradas Thereza Cristina Gosdal e Sandra Mara de Oliveira Dias, que discorrem sobre a gratuidade da Justiça após a Reforma Trabalhista. A Revista traz ainda textos científicos dos magistrados Eduardo Milléo Baracat, Lourival Barão Marques e Francisco Ferreira Jorge Neto e o jurista Jouberto de Quadros Pessoa Cavalcanti.

Despedida do Coordenador

O que estava previsto para durar cerca de três meses foi mais além. Ao todo, o desembargador Luiz Eduardo Gunther coordenou o grupo de pesquisa responsável pela publicação da Revista Eletrônica do TRT-PR por oito anos, 84 edições e mais de 1,5 milhões de acessos. O equivalente a 27.888 árvores não cortadas, já que é um veículo totalmente eletrônico.

Pode-se afirmar que, nestes oito anos, a Revista adquiriu o espírito do desembargador Gunther, seu principal idealizador: consegue aliar a profundidade de análise à leveza no modo de trazer estes assuntos. Uma revista moderna, antenada às novas tendências tecnológicas, voltada para a análise das relações humanas, em especial nas relações trabalhistas. Entretanto, o que mais fica do magistrado Gunther na Revista Eletrônica é o aspecto democrático e plural na diversidade de pensamento - desde que com respeito e com coerência.

"Sinto muito deixar minha função no grupo de pesquisa, que sempre me deu grande contentamento. Chega uma hora, porém, que é preciso parar e dar oportunidade a outros colegas que também podem contribuir nesta área", declarou o coordenador da revista.

Assessoria de Comunicação do TRT-PR


  Imprimir esta notícia

[ retornar ]

® 2020 Professor Leone Pereira - Todos os direitos reservados Desenvolvido por InWeb Internet