Faça um cadastro gratuito e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do site:
E-mail  
Senha
Homepage

Cadastro

O Professor

Cursos e Agenda

Palestras

Notícias

Comentários do Professor

Material do Professor

Artigos

Vídeos

OAB

Concursos Públicos

Bibliografia Indicada

Legislação

Motivação

DJ Leone Pereira

Galeria de Fotos

Sites Indicados

"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis..."
(Fernando Pessoa)


Siga o Professor
Leone Pereira

Notícias

TRT11 celebra acordo de R$ 1,1 milhão entre Bradesco e ex-funcionária

https://portal.trt11.jus.br/


O Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (CEJUSC-JT) em Manaus realizou acordo no valor de R$ 1,1 milhão entre o Bradesco e uma ex-funcionária. O acordo, homologado em 4 de novembro, fez parte da XIV Semana da Conciliação, realizada este mês pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em todo os Tribunais de Justiça, Tribunais do Trabalho e Tribunais Federais do país.

A bancária ingressou com reclamação trabalhista contra o HSBC e o Bradesco em novembro de 2016, pretendendo receber o pagamento de diferenças salariais, horas extras, tempo a disposição da instituição financeira durante as viagens, além indenização pelos danos morais sofridos no ambiente de trabalho.

Entenda o caso

A reclamante foi contratada em dezembro do ano 2000, e sempre exerceu a função de gerente titular, gerente regional de Postos de Atendimento Bancários, Gerente Regional de Aquisição e Superintendente, até sua demissão, sem justa causa, ocorrida em novembro de 2014. Em petição inicial ela alega que era responsável pelas agências nos Estados do Amazonas, Roraima, Acre, Rondônia e da cidade de Santarém, no Pará, denominada de Região Centro/Norte.

Desde que foi promovida a superintendente regional, em dezembro de 2010, a reclamante tinha como atribuição: responder pelo RH, pelos negócios, estrutura física, capacitação da equipe, atingimento de metas, e organização de todas as agências citadas acima. A bancária alega que recebia salário e gratificação de função infinitamente inferior aos colegas que ocupavam o mesmo cargo que ela em outras regiões do país, como Região Nordeste e Centro-Oeste, demonstrando a ausência de isonomia e discriminação pelo fato dela trabalhar na Região Norte do país.

Em setembro de 2017, a 5ª Vara do Trabalho de Manaus julgou parcialmente procedente os pedidos da reclamada e condenou as instituições financeiras. O processo trabalhista estava na 2ª instância do Regional, aguardando decisão quanto ao pedido de Recurso de Revista, quando o Bradesco solicitou o envio ao Cejusc-JT para tentativa de conciliação.

Acordo realizado

Em audiência realizada no Cejusc-JT em Manaus, as partes concordaram com o pagamento de R$ 937.55,18 mil à reclamante, para quitação de todos os pleitos formulados no processo. O acordo gerou R$ 104.650,00 de recolhimento de contribuições previdenciárias e R$ 57.794,82 referente a recolhimento de imposto de renda, totalizando R$ 1,1 milhão. A conciliação que pôs fim ao litígio foi mediada pela servidora Marina Araújo e homologada pelo juiz do trabalho supervisor do Cejusc-JT, Mauro Augusto Ponce de Leão Braga. Ele fez parte das audiências realizadas pelo TRT11 durante a Semana Nacional da Conciliação, realizada anualmente pelo CNJ.

Em cinco dias de evento, o Cejusc-JT em Manaus arrecadou R$ 2,3 milhões em acordos. Foram realizadas 29 audiências de conciliação e homologados 18 acordos.

ASCOM/TRT11
Texto: Martha Arruda


  Imprimir esta notícia

[ retornar ]

® 2019 Professor Leone Pereira - Todos os direitos reservados Desenvolvido por InWeb Internet