Faça um cadastro gratuito e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do site:
E-mail  
Senha
Homepage

Cadastro

O Professor

Cursos e Agenda

Palestras

Notícias

Comentários do Professor

Material do Professor

Artigos

Vídeos

OAB

Concursos Públicos

Bibliografia Indicada

Legislação

Motivação

DJ Leone Pereira

Galeria de Fotos

Sites Indicados

"O eu sabemos fazer aprendemos fazendo. "
(Aristóteles)


Siga o Professor
Leone Pereira

Notícias

Justiça determina pagamento de salários atrasados da Maternidade e do Hospital Regional de Patos

https://www.trt13.jus.br


Em audiência ocorrida na tarde desta segunda-feira (9), na Vara do Trabalho de Patos, se chegou ao entendimento para garantir o pagamento dos salários atrasados dos trabalhadores da Maternidade Doutor Peregrino Filho e do Hospital Regional de Patos.

A audiência foi presidida pela juíza do trabalho Francisca Poliana Aristóteles e contou com a participação do secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, com o Procurador-Geral do Estado da Paraíba e membros da Comissão para Fiscalizar Contratos de Gestão de Saúde (CAFA), além de outros representantes legais. Alguns membros participaram por videoconferência.

Foi determinado que até sexta-feira (3), o Governo do Estado da Paraíba faça depósito judicial em conta da Justiça do Trabalho para garantir o pagamento dos salários atrasados dos meses de julho e agosto de 2019. A primeira etapa vai garantir os salários atrasados de todos os trabalhadores e posteriormente outra audiência deve se debruçar sobre os demais direitos.

Na última sexta-feira, (6), o Ministério Público do Trabalho (MPT) havia entrado com ação judicial pedindo na Vara do Trabalho o pagamento dos salários atrasados. Anteriormente, o Sindicato dos Médicos do Estado da Paraíba (SIMED/PB), através do corpo de advogados, já havia solicitado bloqueio para garantir o pagamento de salários da categoria. Por tanto, na audiência desta segunda-feira, ficou garantido o pagamento de todo os trabalhadores.

O montante dos recursos que serão depositados gira em torno de R$ 4.000.000,00. Com a decisão acordada, espera-se garantir os salários com a maior brevidade possível e resolver a celeuma que vem se arrastando e prejudicava centenas de trabalhadores que aguardavam seus salários.

Com informações do portal Patos Online


  Imprimir esta notícia

[ retornar ]

® 2019 Professor Leone Pereira - Todos os direitos reservados Desenvolvido por InWeb Internet