Faça um cadastro gratuito e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do site:
E-mail  
Senha
Homepage

Cadastro

O Professor

Cursos e Agenda

Palestras

Notícias

Comentários do Professor

Material do Professor

Artigos

Vídeos

OAB

Concursos Públicos

Bibliografia Indicada

Legislação

Motivação

DJ Leone Pereira

Galeria de Fotos

Sites Indicados

"Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar para atravessar o rio da vida. Ninguém, exceto tu, só tu."
Nietzsche


Siga o Professor
Leone Pereira

Notícias

Bope receberá R$ 978,6 mil de acordo com multinacional

http://www.trt18.jus.br/


O Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar do Estado de Goiás vai receber R$ 978,6 mil referentes a parte do valor pago por uma empresa multinacional do ramo de cosméticos em acordo homologado na 3ª Vara do Trabalho de Goiânia. O valor foi depositado pela empresa a título de dano moral coletivo em ação proposta pelo Ministério Público do Trabalho. Com os recursos, o Bope comprará armamentos e acessórios com o objetivo de melhor equipar o atual efetivo de 80 homens.

O comandante do Bope, tenente-coronel Giovane Rosa da Silva, disse que o montante que será repassado à corporação colocará o Batalhão de Operações Especiais de Goiás no ranking dos mais bens equipados do país, senão o melhor, no quesito armamento de emprego tático. “As armas e acessórios que serão adquiridos agregam tecnologia e oferecem maior capacidade de atuação, precisão e rapidez no desfecho de ocorrências de altíssima complexidade”, ressaltou o oficial.

Ele explicou que o último investimento em reaparelhamento do Bope ocorreu em 2006 e que os novos itens serão utilizados no desenvolvimento operacional e também no treinamento de oficiais de Goiás e de policiais de outras regiões do país, especialistas em ocorrências de alto risco no resgate de reféns. “A ajuda do TRT e do Ministério Público é muito bem-vinda num momento em que ampliaremos o nosso efetivo com mais 20 formandos no fim deste mês”, destacou o tenente-coronel.

De acordo com o oficial, a missão “precípua” do Bope é salvar vidas. “Inicialmente, os agentes são treinados e focados para salvar a vida da vítima, do cidadão de bem que está sofrendo algum tipo de violência. Em seguida, a missão é preservar a vida dos policiais e, quando possível, do criminoso”, explicou.

Entre os armamentos que serão adquiridos pelo Batalhão estão 20 submetralhadoras semiautomáticas, 32 miras holográficas, 4 fuzis de precisão, 10 armas de fogo semiautomáticas de uso restrito, lunetas, entre outros.

A decisão de beneficiar o Bope e a Polícia Rodoviária Estadual partiu do colegiado formado para decidir a destinação dos recursos oriundos do acordo com a multinacional. Desse colegiado fazem parte o desembargador-presidente do TRT18, Paulo Pimenta, o juiz titular da 3ª Vara do Trabalho de Goiânia, Luciano Fortini, e o procurador do Trabalho Januário Ferreira.

Outras parcelas do montante pago pela empresa já foram destinadas a outros setores da Segurança Pública de Goiás, área escolhida pelo colegiado para beneficiar a sociedade em geral com os recursos do acordo selado entre o MPT e a parte reclamada.


  Imprimir esta notícia

[ retornar ]

® 2019 Professor Leone Pereira - Todos os direitos reservados Desenvolvido por InWeb Internet