Faça um cadastro gratuito e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do site:
E-mail  
Senha
Homepage

Cadastro

O Professor

Cursos e Agenda

Palestras

Notícias

Comentários do Professor

Material do Professor

Artigos

Vídeos

OAB

Concursos Públicos

Bibliografia Indicada

Legislação

Motivação

DJ Leone Pereira

Galeria de Fotos

Sites Indicados

"O talento ganha jogos, mas trabalho em equipe e inteligência vencem campeonatos."
Michael Jordan


Siga o Professor
Leone Pereira

Notícias

Trabalhadores do setor de transporte do estado do Paraná participaram de dissídio no TRT-PR

https://www.trt9.jus.br/


Trabalhadores do segmento de transporte rodoviário do Paraná e empresas de ramos distintos da atividade econômica (que contratam serviços de transporte) estiveram representados na tarde desta quarta-feira (15), na sede do TRT do Paraná, para audiência de dissídio coletivo envolvendo as respectivas categorias.
Os principais pontos de discussão relacionam-se com a manutenção da data-base dos trabalhadores (1º de janeiro) e com a construção de instrumento coletivo de trabalho para reger as relações entre empregados e empresas para o período 2019-2020.
Durante a sessão, o procurador dos suscitantes, advogado André Franco de Oliveira Passos, requereu a exclusão da lide de algumas entidades sindicais representantes de determinadas categorias patronais. O motivo foi o fato de que essas entidades teriam autorização para serem representadas pela FIEP - Federação das Indústrias do Estado do Paraná.
Dois suscitados - Sindicato Nacional da Indústria de Máquinas (SINDIMAQ) e Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (SINDAN) - registraram a discordância expressa com o ajuizamento do dissídio coletivo e, como proposta para conciliação, sugeriram que fossem aplicadas às categorias que representam as mesmas normas coletivas da categoria preponderante.
Diante da manifestação, o procurador dos suscitantes informou ter interesse em manter negociação com o SINDIMAQ e o SINDAN para demonstrar a necessidade e as vantagens de se estabelecerem normas específicas destas categorias, consideradas, segundo ele, como diferenciadas.
O representante dos trabalhadores também requereu a aplicação de multa aos suscitados que não compareceram à audiência, bem como que haja continuidade do dissídio coletivo com relação a estes, inclusive com os efeitos da revelia.
A desembargadora Nair Maria Lunardelli Ramos, que presidiu a sessão de dissídio, concedeu aos suscitantes prazo até o dia 7 de junho de 2019 para manifestação quanto às defesas e documentos apresentados nos autos. Após decorrido esse período, as partes terão até 14 de junho de 2019 para apresentação de razões finais e eventual réplica.
Antes de ser distribuído para julgamento pela Seção Especializada do TRT-PR, o processo segue ainda para manifestação pelo Ministério Público do Trabalho da 9ª Região.


  Imprimir esta notícia

[ retornar ]

® 2019 Professor Leone Pereira - Todos os direitos reservados Desenvolvido por InWeb Internet