Faça um cadastro gratuito e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do site:
E-mail  
Senha
Homepage

Cadastro

O Professor

Cursos e Agenda

Palestras

Notícias

Comentários do Professor

Material do Professor

Artigos

Vídeos

OAB

Concursos Públicos

Bibliografia Indicada

Legislação

Motivação

DJ Leone Pereira

Galeria de Fotos

Sites Indicados

"Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias. Díficil é encontrar e refletir sobre seus erros, ou tentar fazer diferente algo que já fez muito errado. E é assim que perdemos pessoas especiais."
(Carlos Drummond de Andrade)


Siga o Professor
Leone Pereira

Notícias

Trabalhadores do setor de transporte do estado do Paraná participaram de dissídio no TRT-PR

https://www.trt9.jus.br/


Trabalhadores do segmento de transporte rodoviário do Paraná e empresas de ramos distintos da atividade econômica (que contratam serviços de transporte) estiveram representados na tarde desta quarta-feira (15), na sede do TRT do Paraná, para audiência de dissídio coletivo envolvendo as respectivas categorias.
Os principais pontos de discussão relacionam-se com a manutenção da data-base dos trabalhadores (1º de janeiro) e com a construção de instrumento coletivo de trabalho para reger as relações entre empregados e empresas para o período 2019-2020.
Durante a sessão, o procurador dos suscitantes, advogado André Franco de Oliveira Passos, requereu a exclusão da lide de algumas entidades sindicais representantes de determinadas categorias patronais. O motivo foi o fato de que essas entidades teriam autorização para serem representadas pela FIEP - Federação das Indústrias do Estado do Paraná.
Dois suscitados - Sindicato Nacional da Indústria de Máquinas (SINDIMAQ) e Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (SINDAN) - registraram a discordância expressa com o ajuizamento do dissídio coletivo e, como proposta para conciliação, sugeriram que fossem aplicadas às categorias que representam as mesmas normas coletivas da categoria preponderante.
Diante da manifestação, o procurador dos suscitantes informou ter interesse em manter negociação com o SINDIMAQ e o SINDAN para demonstrar a necessidade e as vantagens de se estabelecerem normas específicas destas categorias, consideradas, segundo ele, como diferenciadas.
O representante dos trabalhadores também requereu a aplicação de multa aos suscitados que não compareceram à audiência, bem como que haja continuidade do dissídio coletivo com relação a estes, inclusive com os efeitos da revelia.
A desembargadora Nair Maria Lunardelli Ramos, que presidiu a sessão de dissídio, concedeu aos suscitantes prazo até o dia 7 de junho de 2019 para manifestação quanto às defesas e documentos apresentados nos autos. Após decorrido esse período, as partes terão até 14 de junho de 2019 para apresentação de razões finais e eventual réplica.
Antes de ser distribuído para julgamento pela Seção Especializada do TRT-PR, o processo segue ainda para manifestação pelo Ministério Público do Trabalho da 9ª Região.


  Imprimir esta notícia

[ retornar ]

® 2019 Professor Leone Pereira - Todos os direitos reservados Desenvolvido por InWeb Internet