Faça um cadastro gratuito e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do site:
E-mail  
Senha
Homepage

Cadastro

O Professor

Cursos e Agenda

Palestras

Notícias

Comentários do Professor

Material do Professor

Artigos

Vídeos

OAB

Concursos Públicos

Bibliografia Indicada

Legislação

Motivação

DJ Leone Pereira

Galeria de Fotos

Sites Indicados

"O homem não é tão ferido pelo que acontece, e sim por sua opinião sobre o que acontece. "
(Montaigne)


Siga o Professor
Leone Pereira

Notícias

Relatório do Plano de Logística Sustentável confirma práticas voltadas ao meio ambiente e qualidade de vida

https://www.trt8.jus.br/


Com o compromisso de manter sua atuação no campo da sustentabilidade, como um dos Tribunais pioneiros nessa área no país, o TRT8 publicou o 3º Relatório de Desempenho do Plano de Logística Sustentável (PLS).

Implantado em 2015 na Justiça do Trabalho da Oitava Região, o Plano de Logística Sustentável (PLS) atende a Resolução n.º 201/2015, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que determina a criação de núcleos socioambientais e implantação do PLS na estrutura de todo o Poder Judiciário.

Os objetivos principais do Plano são sistematizar as práticas de sustentabilidade no âmbito de cada tribunal, aplicar de forma eficiente os recursos e promover o uso consciente de materiais, adotando como modelo de gestão, a promoção da sustentabilidade ambiental, econômica e social em suas unidades. A resolução também apresenta os indicadores mínimos para avaliação do desempenho ambiental e econômico do PLS e sugestões de práticas de sustentabilidade, racionalização e consumo consciente quanto à aquisição de materiais e à contratação de serviços.

Para implantar o PLS, foram usados indicadores de diversos setores como Assessoria de Comunicação, Coordenadoria de Material e Logística, Coordenadoria de Projetos, Governança, Informática, Diretoria Geral entre outros.

Resultados - Os dados enviados ao CNJ foram compilados no documento e publicados no Portal do TRT8. Essas informações serão encaminhadas à Coordenadora de Gestão Estratégica do Tribunal para a elaboração de análise mais detalhada, subsidiando a implantação de ações alinhadas com a sustentabilidade.

Entre os insumos que tiveram maior redução, destaca-se o papel para impressão. A meta inicial era reduzir em média 1% ao ano o consumo desse insumo em todas as unidades do Tribunal. Em 2018, foram usadas 6.862 resmas de papel contra 8.013 utilizadas em 2017.

Com a redução no uso de papel, houve também redução na aquisição de equipamentos de impressão. Em relação a este indicador, o número de impressoras em 2018 foi o mesmo do ano anterior, 330 equipamentos.

Quanto a destinação de resíduos, o TRT8 teve um expressivo aumento na destinação de papel para cooperativas de reciclagem. Em 2018 foram destinados 23.966,23 kg para a reciclagem, bem mais do que os 7.414 kg doados em 2017.

Os resíduos de obras e reformas enviados para o aterro de resíduos da construção civil (Lei 12.305/2012) totalizaram 5.100 contra 11.335,64 metros cúbicos em 2017. A quantidade de ações de qualidade de vida subiu de 15 para 26 ações em 2018.

O chefe da Seção Socioambiental(SeAMB), Danilo Barbosa, explica que o relatório anual serve para avaliar os resultados obtidos em cada área, mas também para reavaliar os próprios indicadores. Algumas iniciativas concretizadas rapidamente podem ser revistas, substituindo os indicadores originais por outros que busquem melhorias mais profundas.

Barbosa ressalta que a SeAMB é responsável pela consolidação dos dados enviados pelas unidades que possuem o domínio sobre o seu levantamento, assim como no apoio à idealização de ações que promovam uma maior absorção do conceito de sustentabilidade. "O relatório é de extrema importância para o acompanhamento de ações e é uma forma de publicizar o cumprimento de metas".

Para 2019, o chefe da seção socioambiental destaca o cumprimento das metas previstas até 2020 e a realização de ações e projetos. "Através do relatório poderemos implantar iniciativas para ampliar a visibilidade do tema Sustentabilidade por meio de ações afirmativas que contribuam para a redução dos custos da Justiça do Trabalho e promovam o cuidado com o meio ambiente",declarou.


  Imprimir esta notícia

[ retornar ]

® 2019 Professor Leone Pereira - Todos os direitos reservados Desenvolvido por InWeb Internet