Faça um cadastro gratuito e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do site:
E-mail  
Senha
Homepage

Cadastro

O Professor

Cursos e Agenda

Palestras

Notícias

Comentários do Professor

Material do Professor

Artigos

Vídeos

OAB

Concursos Públicos

Bibliografia Indicada

Legislação

Motivação

DJ Leone Pereira

Galeria de Fotos

Sites Indicados

"Podem ser encontrados aspectos positivos até nas situações negativas e é possível utilizar tudo isso como experiência para o futuro, seja como piloto, seja como homem. "
(Ayrton Senna)


Siga o Professor
Leone Pereira

Notícias

Trabalhadora demitida pode manter plano de saúde empresarial por dois anos

http://www.trt6.jus.br/ - (08/02/2019)


Ficou mantida a decisão judicial para que a Contax-Mobitel S.A. restabeleça a cobertura do plano de saúde empresarial a uma funcionária demitida e aos seus dependentes. A trabalhadora terá que custear integralmente o valor da assistência, ou seja, tanto a quantia paga pela empresa, como o percentual de participação do empregado, para manter o benefício pelo prazo máximo de 24 meses. Por voto da maioria dos desembargadores, o Pleno do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT-PE) denegou mandado de segurança impetrado pela companhia visando derrubar a ordem de reativar o plano.

Conforme a decisão do relator, o desembargador José Luciano Alexo da Silva, o artigo 30 da Lei 9.656/98 assegura ao consumidor que contribui com o custeio do plano de saúde a manutenção da condição de segurado desde que assuma o pagamento integral da mensalidade, situação na qual se enquadraria a trabalhadora.

A empresa defendeu que o plano de saúde era completamente custeado por ela em favor de seus empregados em atividade, não se enquadrando nos critérios da legislação citada. Porém, com fundamento em fichas financeiras juntadas ao processo, o desembargador Luciano Alexo afirmou “cair por terra a alegação.”

Por fim, o relator ressaltou cabível a aplicação de multa pelo descumprimento da obrigação, visto ser medida legal para assegurar o resultado prático do processo: “o juiz tem a seu dispor medidas coercitivas que podem convencer o devedor a adimplir a sua obrigação de fazer”, expôs.


  Imprimir esta notícia

[ retornar ]

® 2019 Professor Leone Pereira - Todos os direitos reservados Desenvolvido por InWeb Internet