Faça um cadastro gratuito e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do site:
E-mail  
Senha
Homepage

Cadastro

O Professor

Cursos e Agenda

Palestras

Notícias

Comentários do Professor

Material do Professor

Artigos

Vídeos

OAB

Concursos Públicos

Bibliografia Indicada

Legislação

Motivação

DJ Leone Pereira

Galeria de Fotos

Sites Indicados

"O pensamento positivo pode vir naturalmente para alguns, mas também pode ser aprendido e cultivado, mude seus pensamentos e você mudará seu mundo."
Norman Vicent Peale


Siga o Professor
Leone Pereira

Notícias

Evik Segurança e Vigilância tem que cumprir Cota de Jovem Aprendiz

http://www.prt10.mpt.mp.br/ - (07/01/2019)


O Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal (MPT-DF), representado pelo procurador Luís Paulo Villafañe Gomes Santos, processou a empresa de segurança, após comprovar o descumprimento da legislação trabalhista no que tange a Cota Legal de Aprendiz – mínimo de 5% e máximo de 15% do quadro devem ser preenchidos com jovens.

A Evik alega que as funções desempenhadas em seu core business são incompatíveis com a aprendizagem. Segundo o procurador Luís Paulo Villafañe, “nada mais equivocado!”.

Ele detalha, em sua Ação, que o único documento legal que serve como base para definir quais atividades devem ou não compor o cálculo da Cota Legal é a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). Nela, a função de “vigilantes e guardas de segurança” está expressamente prevista, no item 5173.

Apesar de obrigada a registrar nove aprendizes, a empresa comprovou, em juízo, apenas três contratações.

Para o juiz Carlos Alberto Oliveira Senna, responsável pelo julgamento do caso na primeira instância, “é necessária a observância à CBO”. Ele também pontua que a vigilância pode ser exercida por jovens de 21 a 24 anos, atendendo, assim, à Cota Legal.

O magistrado fixou multa por dano moral coletivo no valor de R$ 30 mil e definiu penalidade mensal de R$ 5 mil por aprendiz não contratado.

Processo nº 0001481-65.2017.5.10.0012


  Imprimir esta notícia

[ retornar ]

® 2019 Professor Leone Pereira - Todos os direitos reservados Desenvolvido por InWeb Internet