Faça um cadastro gratuito e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do site:
E-mail  
Senha
Homepage

Cadastro

O Professor

Cursos e Agenda

Palestras

Notícias

Comentários do Professor

Material do Professor

Artigos

Vídeos

OAB

Concursos Públicos

Bibliografia Indicada

Legislação

Motivação

DJ Leone Pereira

Galeria de Fotos

Sites Indicados

"O talento ganha jogos, mas trabalho em equipe e inteligência vencem campeonatos."
Michael Jordan


Siga o Professor
Leone Pereira

Notícias

2ª Turma do TRT-MA valida cláusula de Programa de Aposentadoria Incentivada do BASA por considerá-la não discriminatória

https://www.trt16.jus.br/


A Segunda Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (TRT-MA), em sessão realizada no dia 10 de julho deste ano, declarou, por unanimidade, a validade da Cláusula 3.1 da Circular nº 2016/32 do Banco da Amazônia S/A (BASA), que implementou Programa de Aposentadoria Incentivada (PAI) na instituição bancária. A Turma seguiu o voto do relator, desembargador Gerson de Oliveira, que não considerou como discriminatória a referida cláusula.

A Turma apreciou o Recurso Ordinário interposto pelo BASA contra a sentença proferida pelo Juízo da 4ª Vara do Trabalho de São Luís, que julgou parcialmente procedentes os pedidos formulados na ação ajuizada contra o banco pelo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários no Estado do Maranhão (SEEB-MA). Na sentença, o Juízo determinou a adesão indistinta dos trabalhadores ao PAI, com o desligamento imediato daqueles que se vinculassem ao programa.

A decisão da primeira instância determinou a suspensão da Cláusula 3.1 da Circular, pois entendeu ser a mesma discriminatória, uma vez que excluiu da adesão ao PAI empregados filiados à Caixa de Previdência e Assistência aos Funcionários do Banco da Amazônia (CAPAF) do Plano de Benefícios Previdenciais (BD) e Plano Misto de Benefícios (CV). Segundo a sentença, a CAPAF contempla cinco planos de previdência complementar e a exclusão dos empregados dos planos BD e CV feriu a isonomia entre os participantes.

No recurso, o BASA alegou a validade da limitação quanto ao público-alvo do PAI em razão do poder diretivo patronal e, ainda, por existirem empregados vinculados a planos de previdência complementar distintos, não cabendo falar em discriminação.

O relator votou pela reforma da decisão da primeira instância, haja vista que a manutenção de planos de previdência distintos pela CAPAF “denota a existência de empregados em situações jurídicas igualmente distintas, justificando-se, com isso, o tratamento diferenciado a eles dispensado pelo empregador, levado a efeito através da limitação quanto à possibilidade de adesão ao PAI”.

Conforme expôs o desembargador Gerson, é certo que o princípio da igualdade, consagrado pela Constituição Federal de 1988, deve ser aplicado no âmbito da relação de emprego. Porém, é preciso observar o princípio em seu aspecto material, “admitindo-se distinções, desde que verificada situação fática que lhes confira legitimidade”, disse, embasando-se em ensinamento do jurista, advogado e professor Celso Antônio Bandeira de Mello.

De acordo com o relator, outros aspectos foram importantes para reputar como válida a Cláusula 3.1, como a restrição orçamentária ao PAI pelo Ministério do Planejamento. Nesse sentido, entender pela abusividade do dispositivo configuraria interferência indevida do Poder Público em questões atinentes ao poder empregatício regulamentar.

Turmas - O TRT-MA tem duas turmas, cada uma composta por quatro desembargadores. A Primeira Turma é integrada pelos desembargadores Solange Cristina Passos de Castro Cordeiro (presidente), José Evandro de Souza, Márcia Andrea Farias da Silva e Luiz Cosmo da Silva Júnior. A Segunda Turma tem como integrantes os desembargadores Américo Bedê Freire (presidente), Gerson de Oliveira Costa Filho, Ilka Esdra Silva Araújo e James Magno Araújo Farias.

O acórdão foi publicado no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho (DEJT) de 3.8.2018.


  Imprimir esta notícia

[ retornar ]

® 2018 Professor Leone Pereira - Todos os direitos reservados Desenvolvido por InWeb Internet