Faça um cadastro gratuito e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do site:
E-mail  
Senha
Homepage

Cadastro

O Professor

Cursos e Agenda

Palestras

Notícias

Comentários do Professor

Material do Professor

Artigos

Vídeos

OAB

Concursos Públicos

Bibliografia Indicada

Legislação

Motivação

DJ Leone Pereira

Galeria de Fotos

Sites Indicados

"O talento ganha jogos, mas trabalho em equipe e inteligência vencem campeonatos."
Michael Jordan


Siga o Professor
Leone Pereira

Notícias

Hemobrás não pode ocupar vagas de concursados com empregados comissionados

Fonte: http://www.prt10.mpt.mp.br/ (publicada em 06/10/2017)


A Sexta Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) modificou a Decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT10) e autorizou a contratação de empregados em comissão na Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás).

No entanto, as atividades devem estar relacionadas com cargos de direção, chefia e assessoramento. A ministra relatora, Kátia Magalhães Arruda, explica que o problema encontrado na Hemobrás é o desvirtuamento promovido na criação de empregos em comissão, que foram distribuídos para cargos técnicos, exclusivos de aprovados em concurso público.

“Chegou-se à esdrúxula situação de só ter empregados em comissão, inclusive para funções técnicas, sem vinculação às atividades de chefia, direção e assessoramento”, detalha a ministra.

Entenda o caso:

O Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal (MPT-DF), representado pelo procurador Luís Paulo Villafañe Gomes Santos, entrou na Justiça do Trabalho questionando o aproveitamento de comissionados no lugar de aprovados em concurso público.

No entendimento do procurador, a figura do “emprego em comissão” não encontra previsão legal. Segundo Luís Paulo Gomes Santos, a Constituição Federal prevê, apenas, a nomeação para o exercício de cargo em comissão, restrito ao regime estatutário.

Ele reforça que a Lei que autoriza a criação da Hemobrás prevê expressamente “que o regime de pessoal será o da Consolidação das Leis do Trabalho, condicionada a contratação à prévia aprovação em concurso público.”

“Por qualquer prisma a que se possa enfocar a controvérsia, a única conclusão que se chega é de que os empregos em comissão na Hemobrás ferem a ordem constitucional”, encerra.

Apesar de permitir a contratação, sem a necessidade de Lei, a Decisão do TST limita as vagas de comissionados aos cargos de direção, assessoramento e chefia.

Processo nº 0000938-10.2013.5.10.0010


  Imprimir esta notícia

[ retornar ]

® 2017 Professor Leone Pereira - Todos os direitos reservados Desenvolvido por InWeb Internet