Faça um cadastro gratuito e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do site:
E-mail  
Senha
Homepage

Cadastro

O Professor

Cursos e Agenda

Palestras

Notícias

Comentários do Professor

Material do Professor

Artigos

Vídeos

OAB

Concursos Públicos

Bibliografia Indicada

Legislação

Motivação

DJ Leone Pereira

Galeria de Fotos

Sites Indicados

"O homem pode acreditar no impossível, mas nunca pode acreditar no improvável. "
(Oscar Wilde)


Siga o Professor
Leone Pereira

Notícias

Acordo garante reajuste a trabalhadores de usina de cana de açúcar de Campestre do Maranhão

Fonte: http://www.prt16.mpt.mp.br/


O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Campestre do Maranhão (MA) e a empresa sucroalcooleira Maity Agrícola Ltda celebraram um acordo que pôs fim a um movimento grevista que durou nove dias. A mediação foi feita pelo Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA).

Segundo a procuradora responsável pelo caso, Fernanda Maria Mauri Furlaneto, da Procuradoria do Trabalho de Imperatriz, foi estabelecido o reajuste de 30% no corte de cana crua em relação ao preço de cana queimada.

Houve também reajuste na tabela do plantio e corte da cana em 4,30%. O piso salarial ficou definido em R$ 942,86 e os demais salários acima do piso serão reajustados em 3,35%.

Será fornecido ainda prêmio de assiduidade no valor de R$ 120,00 aos trabalhadores rurais e ajudantes gerais agrícolas sem faltas imotivadas.

Com relação ao deslocamento dos trabalhadores até o local de trabalho (jornada in itineri), a empresa continuará a contabilizar 35 minutos do banco de horas como pagamento do tempo de deslocamento ou efetuará o pagamento em dinheiro.

A Maity Agrícola abonará os dias de greve no período de 22 a 25 julho. Os trabalhadores compensarão o período de 26 a 30 de julho por meio de banco de horas no prazo de até 50 dias.

Além de etanol, a empresa Maity Agrícola produz açúcar e bagaço de cana. A empresa possui uma usina na cidade de Campestre do Maranhão e escritório em Imperatriz.


  Imprimir esta notícia

[ retornar ]

® 2017 Professor Leone Pereira - Todos os direitos reservados Desenvolvido por InWeb Internet