MPT firma acordo judicial com a Caixa Econômica para garantir direitos trabalhistas

Fonte: http://www.prt19.mpt.mp.br/ (publicada em 16/03/2017)


Caixa se comprometeu a pagar R$ 490 mil por dano moral coletivo após formalizar contratos com empresas inidôneas


Maceió/AL – Por meio de um acordo de conciliação homologado no Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região, nesta quinta-feira, 16, junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT), a Caixa Econômica Federal se comprometeu a pagar R$ 490 mil de indenização por dano moral coletivo. O acordo foi firmado após o MPT constatar que a Caixa manteve contratos de terceirização com empresas que violavam diversos direitos trabalhistas.

A Caixa já havia sido condenada em primeira instância pelas irregularidades verificadas, com base em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho. Após a referida ação, a Caixa Econômica em Alagoas mudou sua postura em relação às empresas prestadoras de serviço (terceirizadas), ao manter, atualmente, uma fiscalização eficiente e moderna – diferente do comportamento anterior ao ajuizamento da ação.

A partir do vencimento de cada parcela, a Caixa Econômica tem 10 dias para comprovar os pagamentos à justiça. O valor de R$ 490 mil a ser pago será utilizado em cursos de qualificação de trabalhadores para acesso ao mercado de trabalho, bem como a inclusão de adolescentes aprendizes.

O Ministério Público do Trabalho deverá formalizar o cronograma dos cursos e poderá firmar parceria com a Escola Judicial do TRT da 19ª Região para dar efetividade ao acordo judicial.



Notícia impressa do site Professor Leone Pereira
Acesse: www.professorleonepereira.com.br